contato@dralauraohana.com.br    |   

PRATINHO DE CRIANÇA VEGANA!

Existem diversas formas de fazer a mesma refeição balanceada pra sua criança vegetariana.

A composição ideal do pratinho deve ser:

– Uma fonte principal de PROTEÍNA, como algum tipo de feijão, ervilha, lentilha, grão de bico, soja, tofu… Não esqueça de deixar os grãos de molho de um dia para o outro e jogar a água fora para melhorar a absorção de ferro e zinco. Neste caso foi grão de bico com pedacinhos de tofu.

– Uma fonte principal de energia (CARBOIDRATO) preferencialmente integral, como os cereais: arroz, milho, trigo, quinoa, amaranto, ou os amiláceos como batatas, aipim, inhame… Neste caso você vê o macarrão integral.

– LEGUMES COLORIDOS como cenoura, abóbora, chuchu, beterraba, quiabo, abobrinha, berinjela… Neste pratinho temos cenoura ralada e beterraba cozida.

– Alguma VERDURA preferencialmente VERDE ESCURA, com boa fonte de cálcio e ferro, além de fibras, como couve, brócolis, agrião, coentro, salsa, rúcula… Você não vai ver o vegetal verde escuro neste pratinho, porque desta vez ele está escondidinho no suco. Essa é uma boa forma de oferecer vegetais verde escuros para crianças que não aceitam bem a consistência dos folhosos!

– Uma FRUTA ou algo cru, como fonte de vitamina C, que ajudará na absorção do ferro e do zinco do feijão. As frutas também estão no suquinho, que é de maracujá com couve adoçado com banana madura (tudo bem triturado no liquidificador com um pouco de água, sem coar, pra garantir a manutenção das fibras)

– óleo de linhaça ou chia, como fonte de ÔMEGA 3 – basta 1 colher se chá ao dia, então, ele não precisa estar necessariamente nesta refeição.

Pronto! Agora é só oferecer pra sua criança!

E lembre-se, quando o assunto é criança, criatividade e boa vontade são fundamentais!

Diversifique as formas de apresentar os alimentos!
Pode ser que você não tenha sucesso de uma forma, mas o mesmo alimento, apresentado de outra forma diferente pode ter uma ótima aceitação!

Bom apetite!

Por Dra. Laura Ohana

09 de Janeiro de 2018

Laura Ohana - Doctoralia.com.br