contato@dralauraohana.com.br    |   

Olá, você que é mãe, pai, avó, avô, tio, tia ou apenas tem contato com alguma criança!

Gostaria de pedir alguns minutos da sua atenção porque eu tenho algumas perguntas pra te fazer. Pode ser?

Aí vão elas!

Você já deu salsicha pra sua criança? Lembra-se de já ter oferecido presunto? Ou mesmo peito de peru defumado?…

Já deu aqueles pequenos empanados de frango que vendem em caixinhas coloridas pra você apenas fritar ou assar no forno?

Talvez já tenha oferecido linguiça… não? E aquele hambúrguer comprado congelado pra comer junto à refeição ou colocar no pão?

Se a sua resposta foi sim para qualquer uma destas perguntas, eu preciso te alertar que há algo de muito preocupante nisso tudo.

Vamos entender.

Você conhece a Organização Mundial de Saúde (OMS)? A OMS é o principal órgão influenciador da Saúde em todo o mundo.

Em outubro de 2015 a OMS lançou um parecer formal falando sobre os riscos que o consumo de carnes pode oferecer.

Segundo a avaliação da Organização Mundial de Saúde, CARNES PROCESSADAS são alimentos COMPROVADAMENTE CANCERÍGENOS e CARNES VERMELHAS são PROVAVELMENTE CANCERÍGENAS. Estes produtos podem causar principalmente câncer de intestino (colorretal), mas apresentam também associação com o desenvolvimento de câncer de pâncreas e próstata.

Segundo a OMS o consumo de carnes processadas e carnes vermelhas também está associado ao aumento do risco de morte por doenças cardiovasculares e de diabetes, por exemplo.

Isso parece bastante preocupante, não é mesmo?

Mas o que seriam exatamente as carnes vermelhas e processadas?

Carnes processadas são todas aquelas carnes que foram submetidas a algum processo para melhorar o seu sabor ou a sua preservação, podendo ter sido salgadas, defumadas, curadas, fermentadas, ou mesmo recebido aditivos químicos. Ou seja, todas aquelas carnes ditas acima são carnes processadas.

Carnes vermelhas são todas aquelas vindas de mamíferos (como as carnes de boi, porco e cordeiro, por exemplo).

Conforme a OMS coloca em seu parecer, o consumo de uma porção de 50 gramas de carne processada ao dia aumenta o risco de câncer colorretal em 18%.

Dados dos mesmos estudos sugerem que o consumo de 100g de carne vermelha ao dia eleva o risco de câncer colorretal em 17%.

Se formos quantificar na prática ao quanto equivalem essas porções de carne vermelha e processada, podemos dizer que basta o consumo de 2 salsichas ao dia ou 3 empanadinhos de frango ou 2 fatias de presunto ou processado de peito de peru ou mortadela, ou apenas o consumo de 1 hambúrguer para se aumentar o risco de câncer em 17%!

Ou o consumo de apenas 1 bife pequeno ao dia para aumentar o risco de desenvolver câncer colorretal, de pâncreas ou de próstata em 18%!

Agora eu te peço que pare um pouco neste momento e se pergunte com que frequência você tem consumido esses alimentos cancerígenos?

Pense também nas sua criança. Ela consome esses produtos? É você que os compra ou oferece?

Todos os anos cerca de 34.000 mortes são atribuídas ao consumo excessivo de carne processada. E possivelmente, em torno de 50.000 mortes ao ano podem ser atribuídas ao consumo excessivo de carnes vermelhas.

O nível de evidência que comprova que carnes processadas são cancerígenas segundo a OMS é o mesmo nível de evidência que confirma que o cigarro causa câncer.

Você tem dúvidas de que o cigarro causa câncer?

Você leva cigarros para o seu filho para deixá-lo mais feliz?

Então por que motivo você acha normal oferecer a ele empanadinhos de frango no almoço? Ou salsicha no cachorro quente da festinha infantil? Ou mesmo o hambúrguer no passeio do final de semana? ?

O mundo está doente. As pessoas estão doentes. E as doenças que mais matam no mundo atualmente são as doenças decorrente deste estilo de vida ruim que as pessoas têm adotado.

E se você parar para analisar vai perceber que a grande maioria dos hábitos adotados pelos adultos são aprendidos na infância.

Eu te convido neste momento a parar e refletir que hábitos alimentares você tem ensinado para o seu filho até o momento. O que tem oferecido pra ele?… e que exemplos alimentares você tem dado?…

Ainda é tempo de mudar.

Lembre-se: a alimentação que mais protege a saúde é aquela que oferece mais alimentos naturais como frutas, legumes, verduras e grãos.

Procure se informar, porque este é o momento de corrigir o caminho.

O futuro, a gente constrói agora. Sempre é tempo de mudança.

Fonte:
http://www.who.int/features/qa/cancer-red-meat/en/

Por Dra. Laura Ohana

03 de Janeiro de 2018

Laura Ohana - Doctoralia.com.br