contato@dralauraohana.com.br    |   
Foto - Dr Laura Ohana

Dra. Laura Ohana

CRM - 52.79950-5

É formada em Medicina pela Universidade do Rio de Janeiro, fez residência em Pediatria e Endocrinologia Pediátrica e é mestra em Endocrinologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ. Também é especialista em Pediatria e Endocrinologia Pediátrica pela mesma universidade.

Tem experiência de 4 anos no Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia, onde fez parte da equipe do ambulatório de diabetes infantil com ampla participação no ambulatório de bomba de insulina.

Atualmente é médica do Instituto de Puericultura e Pediatria Martagão Gesteira/UFRJ, atuando no serviço de Nutrologia Pediátrica.

Se tornou vegana em 2013 e, desde então, trabalha no atendimento de adultos e crianças que busquem o vegetarianismo. É mãe de duas crianças veganas.

Tratamentos

VEGETARIANISMO/VEGANISMO
As dietas vegetarianas excluem da alimentação todos os tipos de carnes. E quando adequadamente planejadas, podem trazer inúmeros benefícios à saúde na prevenção e tratamento de doenças, sendo apropriadas pra todas as fases da vida, incluindo crianças e gestantes. A escolha do vegetarianismo deve ser sempre apoiada e orientada pelo profissional de saúde.
ENDOCRINOLOGIA PEDIÁTRICA
Interação de conhecimento pediátrico e de endocrinologia para diagnóstico e tratamento de disfunções hormonais que se instalem desde o período neonatal até o final da adolescência.
DIABETES DA INFÂNCIA
Embora possa ocorrer em qualquer idade, o diabetes tipo 1 é mais recorrente em crianças. Nele, a produção de insulina é insuficiente porque as células sofrem uma destruição autoimune. O acompanhamento médico pelo especialista torna-se fundamental para um pleno desenvolvimento da criança e para a redução de riscos de complicações futuras.
OBESIDADE INFANTIL
Condição que pode prejudicar a saúde e bem-estar da criança, acarretando diversas outras doenças. Caracteriza-se pelo excesso de peso e a mudança de hábitos é a principal forma de combate.
TIREÓIDE
Disfunções na tireóide também podem acometer crianças e podem passar despercebidas. Por isso, é muito importante que haja o acompanhamento médico do Endocrinologista Pediátrico.
PUBERDADE
Período de transição entre infância e adolescência em que acontece o desenvolvimento hormonal de características sexuais secundárias e aceleração do crescimento. Qualquer atraso ou antecipação desse processo devem ser avaliados pelo especialista.
Intolerâncias Alimentares
Algumas pessoas precisam de alguns tipos de restrição alimentar para que não haja o comprometimento em sua saúde. Açúcar, sal, glúten e lactose e certas substâncias alergênicas são alguns componentes alimentares que podem precisar de restrição em condições específicas.
VEGETARIANISMO/VEGANISMO
As dietas vegetarianas excluem da alimentação todos os tipos de carnes. E quando adequadamente planejadas, podem trazer inúmeros benefícios à saúde na prevenção e tratamento de doenças, sendo apropriadas pra todas as fases da vida, incluindo crianças e gestantes. A escolha do vegetarianismo deve ser sempre apoiada e orientada pelo profissional de saúde.
ENDOCRINOLOGIA PEDIÁTRICA
Interação de conhecimento pediátrico e de endocrinologia para diagnóstico e tratamento de disfunções hormonais que se instalem desde o período neonatal até o final da adolescência.
DIABETES DA INFÂNCIA
Embora possa ocorrer em qualquer idade, o diabetes tipo 1 é mais recorrente em crianças. Nele, a produção de insulina é insuficiente porque as células sofrem uma destruição autoimune. O acompanhamento médico pelo especialista torna-se fundamental para um pleno desenvolvimento da criança e para a redução de riscos de complicações futuras.
OBESIDADE INFANTIL
Condição que pode prejudicar a saúde e bem-estar da criança, acarretando diversas outras doenças. Caracteriza-se pelo excesso de peso e a mudança de hábitos é a principal forma de combate.
TIREÓIDE
Disfunções na tireóide também podem acometer crianças e podem passar despercebidas. Por isso, é muito importante que haja o acompanhamento médico do Endocrinologista Pediátrico.
PUBERDADE
Período de transição entre infância e adolescência em que acontece o desenvolvimento hormonal de características sexuais secundárias e aceleração do crescimento. Qualquer atraso ou antecipação desse processo devem ser avaliados pelo especialista.
Intolerâncias Alimentares
Algumas pessoas precisam de alguns tipos de restrição alimentar para que não haja o comprometimento em sua saúde. Açúcar, sal, glúten e lactose e certas substâncias alergênicas são alguns componentes alimentares que podem precisar de restrição em condições específicas.

Novidades

Olha aí um jeito bem prático e gostoso de fazer tofu! É rapidinho! Só colocar os temperos e levar pra frigideira!
Pra aquelas épocas que tem dentinho nascendo. Que tal um sorvetinho gostosinho pro bebê?
Pra começo de conversa, ainda hoje, na maioria das casas, a criança é cuidada principalmente pela mãe (ou alguma outra mulher).
Mãe, hoje eu quero falar com você que está aí com um bebezinho pequeno nos braços... ou mesmo você que ainda o tem na barriga.
Pai, eu sei que você, da nova geração de pais, não é mais como os pais de antigamente.
É isso mesmo, gente. Quem amamenta sabe. Peito resolve quase tudo.
Ei, moça! Ei, moço! Tá correndo por que?!
E a gente fala tanto de respeito por aqui... de criar com amor, de ter paciência, de diminuir a expectativa e entender o desenvolvimento emocional da criança.
Navio grande, imponente, daqueles que parece resistir às maiores tempestades. Um navio daqueles que você olha e logo sabe que tem enorme potencial.
Nem você, né?! Fala a verdade...
O whatsapp parou, o instagram parou, o facebook parou.
Você lembra quando na escola te diziam que você precisava "decorar" uma matéria?
Eu sei que, muito provavelmente, você foi educado na base do grito, da ameaça, do castigo e até da violência física...
Muitas vezes me pego em brigas mentais porque não estou conseguindo seguir alguma recomendação do que é o ideal na prática com os meus filhos.
Experimentar cantar essas músicas para o seu filho que recebe uma educação baseada no respeito.
Sim, eu já pratiquei uma educação autoritária com meus filhos. Sim, eu já dei muita bronca gritando e dei palmada também.
Eu sempre digo: se tem algo que quero que meus filhos aprendam é sobre empatia. Como mãe, gostaria que eles conseguissem entender a dor do outro.
A criança tá ali tranquila sendo cuidada pelo pai, pela vó, pela tia ou pela cuidadora da escola... e vem se comportando muito bem. Mas é só a mãe chegar que começa a manha.
Que tal um pão de grãos delicinha pro seu café?!
Eu não sei você, mas eu já vi gente (não vegana), achando que não é e falando besteira por aí! O que me fez pensar que eu preciso falar sobre isso por aqui...
Como Pediatra, é muito frequente eu receber mensagem de mães desesparadas porque algum médico passou um medicamento e não sabia dizer se a criança poderia ou não continuar no peito.
Então... eu sei que você está planejando o quarto do bebê com todo carinho.
Será que estamos criando nossas crianças baseados no que a sociedade espera de homens e mulheres?
A gente briga porque tem pressa. Pressa de resolver um mau comportamento. Pressa que nossos filhos amadureçam logo. Pressa de que eles saibam se comportar como a sociedade espera.
Olha que receitinha simples e fácil de fazer com ingredientes que você tem em casa!
É... eu sei... você apanhou quando criança e não morreu por causa disso. Sei bem... seus pais talvez tenham dito raríssimas (ou nenhuma vez) que te amam.
É proibido bater em crianças. Da mesma forma que você não pode bater em uma mulher, em um idoso ou em qualquer outros adulto, ou mesmo em um animal, você não pode bater em crianças.
Um anjo, que vivia bem próximo a Deus, recebeu uma missão do Altíssimo. Precisava voltar a terra para viver junto à humanidade.
Criança vem com manual sim. Quantas vezes você ouviu que criança não vem com manual?
Olha aí um jeito bem prático e gostoso de fazer tofu! É rapidinho! Só colocar os temperos e levar pra frigideira!
Pra aquelas épocas que tem dentinho nascendo. Que tal um sorvetinho gostosinho pro bebê?
Pra começo de conversa, ainda hoje, na maioria das casas, a criança é cuidada principalmente pela mãe (ou alguma outra mulher).
Mãe, hoje eu quero falar com você que está aí com um bebezinho pequeno nos braços... ou mesmo você que ainda o tem na barriga.
Pai, eu sei que você, da nova geração de pais, não é mais como os pais de antigamente.
É isso mesmo, gente. Quem amamenta sabe. Peito resolve quase tudo.
Ei, moça! Ei, moço! Tá correndo por que?!
E a gente fala tanto de respeito por aqui... de criar com amor, de ter paciência, de diminuir a expectativa e entender o desenvolvimento emocional da criança.
Navio grande, imponente, daqueles que parece resistir às maiores tempestades. Um navio daqueles que você olha e logo sabe que tem enorme potencial.
Nem você, né?! Fala a verdade...
O whatsapp parou, o instagram parou, o facebook parou.
Você lembra quando na escola te diziam que você precisava "decorar" uma matéria?
Eu sei que, muito provavelmente, você foi educado na base do grito, da ameaça, do castigo e até da violência física...
Muitas vezes me pego em brigas mentais porque não estou conseguindo seguir alguma recomendação do que é o ideal na prática com os meus filhos.
Experimentar cantar essas músicas para o seu filho que recebe uma educação baseada no respeito.
Sim, eu já pratiquei uma educação autoritária com meus filhos. Sim, eu já dei muita bronca gritando e dei palmada também.
Eu sempre digo: se tem algo que quero que meus filhos aprendam é sobre empatia. Como mãe, gostaria que eles conseguissem entender a dor do outro.
A criança tá ali tranquila sendo cuidada pelo pai, pela vó, pela tia ou pela cuidadora da escola... e vem se comportando muito bem. Mas é só a mãe chegar que começa a manha.
Que tal um pão de grãos delicinha pro seu café?!
Eu não sei você, mas eu já vi gente (não vegana), achando que não é e falando besteira por aí! O que me fez pensar que eu preciso falar sobre isso por aqui...
Como Pediatra, é muito frequente eu receber mensagem de mães desesparadas porque algum médico passou um medicamento e não sabia dizer se a criança poderia ou não continuar no peito.
Então... eu sei que você está planejando o quarto do bebê com todo carinho.
Será que estamos criando nossas crianças baseados no que a sociedade espera de homens e mulheres?
A gente briga porque tem pressa. Pressa de resolver um mau comportamento. Pressa que nossos filhos amadureçam logo. Pressa de que eles saibam se comportar como a sociedade espera.
Olha que receitinha simples e fácil de fazer com ingredientes que você tem em casa!
É... eu sei... você apanhou quando criança e não morreu por causa disso. Sei bem... seus pais talvez tenham dito raríssimas (ou nenhuma vez) que te amam.
É proibido bater em crianças. Da mesma forma que você não pode bater em uma mulher, em um idoso ou em qualquer outros adulto, ou mesmo em um animal, você não pode bater em crianças.
Um anjo, que vivia bem próximo a Deus, recebeu uma missão do Altíssimo. Precisava voltar a terra para viver junto à humanidade.
Criança vem com manual sim. Quantas vezes você ouviu que criança não vem com manual?

Contato

Formulário de Contato

Todos os campos marcados com um asterisco (*) são obrigatórios.

Valqueire

Rua das Dálias, 96 Vila Valqueire Rio de Janeiro – RJ


(021) 3579-2777
(021) 98211-8163
Clique aqui e agende sua consulta pelo WhatsApp


Laura Ohana - Doctoralia.com.br